15 dias

Teste Grátis

loading...

É comum vermos pequenos empreendedores enxergando a inovação no varejo como algo que somente as grande redes aplicam.

Entenda que, inovar já não é mais apenas uma opção e sim um requisito básico para atender as expectativas do consumidor e tornar a sua empresa cada vez mais competitiva – independente do tamanho do seu negócio.

Se você é daqueles que gosta de estar sempre buscando melhorar algo na sua empresa, continue lendo esse artigo para estar atento às dicas mais quentes sobre inovação no varejo e na prestação de serviço.

Como Você Vê a Inovação?

A forma como você entende e percebe o conceito de inovar vai fazer uma enorme diferença na gestão do seu negócio

Se a sua visão sobre a inovação ficar restrita apenas no processo e nas ideias que geram transformações totalmente novas e radicais, parecerá algo intimidador e fora do alcance das pequenas e médias empresas.

A boa notícia é que a inovação não se restringe a novas ideias ou transformações e que exigem altos investimentos.

Por exemplo: uma forma nova de realizar uma determinada atividade, pode ser considerada uma grande inovação dentro de uma empresa, e que muitas vezes o investimento será zero.

Resumindo, podemos considerar uma inovação quando a empresa:

  • Desenvolver novos processos, produtos ou mercados;
  • Atender uma necessidade específica ou resolver um problema;
  • Valorizar determinados públicos;
  • Desenvolver projetos economicamente viável;
  • Quando trouxer retornos financeiros e ganhos como economia de tempo;

Qual a Importância de Inovar no Varejo?

Você quer manter os seus clientes satisfeitos com a sua marca?

Quer se manter atuante no mercado futuro?

Pensa em melhorar constantemente a performance do seu negócio?

Quer contratar os melhores profissionais para atuar na sua empresa?

Se a sua resposta foi sim para as perguntas acima, seja qual for o tamanho da sua empresa, você precisa se preocupar em inovar.

Abaixo falamos porque é importante inovar no varejo. Confira!

Veja Porque é Tão Importante Inovar no Varejo

1. Para manter sua empresa com expressão no mercado

Com constantes mudanças ocorrendo no mercado cada vez mais rápido, é praticamente impossível gerir uma empresa sempre da mesma forma, sem se adequar às transformações do setor de atuação e dos próprios clientes.

A realidade virtual, inteligência artificial, mobile ou big data – já são realizadas, e precisamos estar atentos a todas as tecnologias que impactam e aceleram os processos no varejo e a forma como as empresas se interagem.

Dessa forma, para se manter no mercado, é preciso que a sua empresa acompanhe e entenda essas e outras tendências.

2. Para melhorar o desempenho do seu negócio

Inovar no varejo significa posicionar a sua empresa no mercado, gerar novas oportunidades e melhorar os resultados em produtividade e administração.

Para refletir melhor, basta lembrar que alguns anos atrás, muitas empresas realizavam o controle do caixa com anotações feitas a mão.

Hoje já existem ferramentas que podem ajudar a realizar essa tarefa com mais rapidez e segurança.

Outro exemplo, é a forma como treinamos nossos profissionais hoje em dia.

Pelaa internet, é possível realizar treinamentos em vídeos, webinars, e outras ferramentas capazes de educar sem que a equipe seja deslocada para outro lugar que não seja a empresa.

É possível criar por exemplo, um grupo no Whatsapp para enviar dicas diárias para um grupo de vendedores e fazê-los alcançar os seus objetivos de vendas. Não é o máximo? Isso já seria uma grande inovação. Fica a dica! rs…

3. Para atender às necessidades dos clientes

É preciso inovar para atender às novas demandas e expectativas dos clientes, geradas pelas transformações tecnológicas.

Exemplos que podem confirmar isso:

  • Na atualidade o consumidor faz consultas em diversas plataformas ou redes sociais antes de comprar pela internet ou numa loja. Se a sua empresa não estiver atenta a essas oportunidades estará perdendo uma grande chance de converter vendas se não inovar e aplicar esses novos conceitos.
  • Hoje o consumidor recebe inúmeras ofertas diariamente, no entanto ele valoriza a comunicação mais direcionada e menos invasiva. Se insistir em promover o seu produto utilizando técnicas de marketing generalizadas (como antigamente), poderá estar passando por despercebido perante o seu cliente.

4. Para atrair pessoas talentosas

Uma boa razão pela qual a sua empresa deveria se preocupar em inovar, é que esse posicionamento inovador acabará atraindo profissionais qualificados para trabalhar na sua empresa.

Isso acontece porque os profissionais valorizam empresas que se destacam pela fator inovador, ou seja, que está sempre buscando estar na frente da sua concorrência.

Se uma empresa decide optar por uma cultura mais tradicional e pouco adepta a inovações, é uma tendência atrair profissionais que possuem esse mesmo perfil.

Dessa forma, estará dificultando o alinhamento da empresa às transformações do mercado e dos clientes.

Consequentemente a sobrevivência do seu negócio poderá ficar ameaçada a longo prazo.

Inovar no Serviço Também é Possível

As pessoas associam o varejo como venda somente de produtos.

Porém, a prestação de serviço no varejo vem aumentando e ganhando cada vez mais força, quebrando um paradigma importante no mercado

O comportamento do consumidor muda constantemente, e o varejo acompanha!

É isso mesmo. O varejo é dinâmico e rápido. O varejista precisa se adaptar constantemente para atender bem os clientes e entregar o que os consumidores buscam.

A tendência é que isso se intensifique cada vez mais.

Afinal, com a evolução da era digital, os varejistas devem encontrar soluções diferentes para sobreviver em meio à forte concorrência – offline e online!

E se o que o cliente deseja é otimizar seu tempo, viver boas experiências de compra, encontrar alternativas que visam dar mais praticidade, conveniência, e assim por diante, a prestação de serviços no varejo passa a ser um grande diferencial.

Serviços no Varejo: O Que Já Acontece

A venda de serviços no varejo já não é mais uma novidade.

Preocupados com a concorrência o varejista já vem inserindo um serviço aqui e outro ali já faz um bom tempo.

Sabemos que alguns serviços são básicos…

E quando os serviços ficaram popularizados, buscando uma diferenciação no mercado, os varejistas começaram a alocar profissionais dedicados exclusivamente ao atendimento ao cliente.

Um bom exemplo são os empacotadores e embrulhadores de presentes.

Eles agilizam e otimizam o tempo do consumidor ao finalizar uma compra, tornando a experiência mais agradável.

E o mais importante, não há custo extra por esse serviço.

…Outros ajudam a incrementar o faturamento

Algumas empresas começaram a pensar em como aumentar o faturamento por meio da venda de serviços no varejo.

Um exemplo disso é a Ulta Beauty.

Localizada nos Estados Unidos, a Ulta Beauty é uma das referências em oferecer serviços diferenciados para os clientes.

Além de comprar as maquiagens que precisa pela internet, as clientes podem agendar um horário para utilizar na loja o salão de beleza e, ainda, contar com a ajuda de uma consultoria para aprender mais sobre estética e saúde da pele.

Em entrevista ao blog da Kellogg, escola de negócios americana, David Kimbel que é diretor de marketing da Ulta, diz que a estratégia online serve como um complemento ao que fazem na loja física.

Eles fazem de tudo para manter a mesma qualidade de atendimento no canal na Internet, mas é nas lojas que o cliente realmente se encanta pela marca.

A Ulta Beauty tem feito tanto sucesso, que seu programa de fidelidade conta com mais de 31 milhões de pessoas cadastradas.

Depois de tanto conquistar o público nos Estados Unidos, a marca agora planeja uma expansão para o Canadá.

O que fica de aprendizado é:

Compreender a necessidade dos clientes é o início para descobrir quais serviços poderá oferecer a eles.

… Outros já representam uma evolução

Que demonstram uma adaptação avançada da venda de serviços no varejo Flagship stores que surgem com o propósito de superar as lojas convencionais, transformando o ambiente e oferecendo uma experiência diferente para o cliente.

Um exemplo clássico é da Leroy Merlin, que é possível o cliente:

  • Contar com uma mesa de bricolagem, que disponibiliza ferramentas para pequenos ajustes nas peças que foram compradas nas lojas;
  • Corte de madeiras e vidros, para que o cliente leve a quantidade e o tamanho exato das peças que precisa;
  • E molduraria, com personalização para caber a sua foto ou pintura;

A Ray-Ban, em Manhattan, nos Estados Unidos, criou uma área dedicada a consultas e serviços de optometria. O atendimento custa US$ 75.

Os Serviços no Varejo Ainda Podem Evoluir Muito Mais

Antigamente eram as vendas de produtos que incentivam os consumidores para os serviços, hoje são os serviços que impulsionam e dominam a compra de produtos.

Ou seja, as lojas oferecem uma ampla gama de serviços e, por meio deles, surgem a aquisição de produtos.

A Amazon Home Services é campeã nisso.

Através dela, o cliente pode contratar sistemas de segurança para casas e empresas, realizar manutenções de rachaduras e telhados, fazer instalações etc.

E caso precise de algum outro produto após a contratação do serviço, poderá encontrá-lo na Amazon.

O “algo a mais”

Vegetable butcher – outro tipo de prestação de serviços no varejo

Além dos caixas rápidos — que visam otimizar o tempo de compra do consumidor — o que supermercados e sacolões podem fazer de diferente para agradar o público?

Nos Estados Unidos, criou-se o “Vegetable Butcher”.

O conceito é bem simples:

  1. Você compra seus legumes, vegetais e verduras;
  2. Leva até um profissional do mercado dedicado especialmente para descascar;
  3. Ele corta os itens do jeito que você desejar (cubos, ralados, em fatias etc).

Dessa forma, o cliente não perde tempo em casa ao preparar o almoço ou jantar.

Isso só nos faz pensar que não é mais a venda de produtos muito menos de serviços, de forma desintegrada, que levará o seu negócio ao sucesso e retorno rápido.

Se quiser se destacar no varejo, é preciso se preocupar em oferecer soluções inovadoras atingindo os problemas das pessoas, entregando algo de valor conforme o perfil de cada cliente.

Conclusão

Esperamos que essas informações o ajudem a entender que a inovação no varejo é mais do que uma alternativa, e sim algo obrigatório para as empresas que desejam atender às demandas dos clientes e se destacar no mercado, lembrando que a inovação não é privilégio das grandes empresas.

Considere essas informações, acredite no seu potencial e trabalhe para inovar, dia após dia, e prosperar. Confie: os seus clientes, seu caixa e seu futuro agradecerão!

Pegue algumas dicas que falamos ao longo do artigo e implemente já!

Bons negócios!